Personal tools
You are here: Home Clientes Edições Loyola Notícias 2008 06 Peregrinação e martírio: a história do cristianismo no Japão

Clientes

Peregrinação e martírio: a história do cristianismo no Japão

Jun 17, 2008

Em Os 26 mártires do Japão – A fé na terra do sol nascente, relançamento de Edições Loyola em comemoração aos cem anos de imigração japonesa, o Frei Alécio Broering conta a trajetória do cristianismo no país oriental, de onde surgiram 26 mártires da Igreja Católica. A obra remonta às origens da evangelização no oriente para contar a história dos missionários que morreram para testemunhar o Evangelho.

Peregrinação e martírio: a história do cristianismo no Japão

Peregrinação e martírio: a história do cristianismo no Japão

Em Os 26 mártires do Japão – A fé na terra do sol nascente, relançamento de Edições Loyola em comemoração aos cem anos de imigração japonesa, Frei Alécio Broering conta a trajetória do cristianismo no país oriental, de onde surgiram 26 mártires da Igreja Católica. A obra remonta às origens da evangelização no oriente para contar a história dos missionários que morreram para testemunhar o Evangelho.

O livro explica que o catolicismo chegou a um Japão feudal no ano de 1549, por meio do jesuíta São Francisco Xavier, que antes pregava as verdades cristãs na Índia. O missionário viajou ao extremo oriente por insistência de três jovens japoneses que tinham sido convertidos. Após os primeiros anos de tolerância à religião, período em que o cristianismo se difundiu no Japão, em 1587 o primeiro ministro Hideyoshi proibiu as práticas religiosas católicas. Naquele momento já havia 200 mil cristãos no país.

Frei Broering conta em seu livro como transcorreram os dez anos seguintes, período em que surgiu uma forte comunidade franciscana japonesa, que abrigava os marginalizados sociais. Foi deste modo que o cristianismo continuou a se expandir após a proibição, até que em 8 de dezembro de 1596 o primeiro ministro decreta a pena de morte aos missionários. A obra acompanha então o percurso dos mártires nos dois meses que se sucederam, desde a peregrinação dos 800 quilômetros que separam Osaka de Nagasaki até a crucifixão, em 5 de fevereiro de 1597.

Os 26 mártires do Japão ainda traça um pequeno perfil de cada um dos mártires. O grupo era composto por seis franciscanos da Ordem dos Frades Menores, três irmãos jesuítas, além de outros dezessete entre ajudantes nos conventos franciscanos e consagrados à Ordem Franciscana Secular. Os missionários martirizados eram de origem espanhola, mexicana, japonesa e hindu.

O livro explica também que, como conseqüência do martírio, o catolicismo cresceu ainda mais no Japão, não obstante a contínua perseguição. Frei Broering conta que de 1639 a 1858 os missionários foram proibidos de entrar no país e, após este período, se surpreenderam ao encontrar comunidades católicas que resistiram a mais de dois séculos sem a presença da Igreja na terra do sol nascente.

Por fim, a obra fala dos missionários japoneses, que foram inspirados pelo testemunho dos mártires. No Brasil eles são mais de cem. Há até um altar em homenagem aos mártires do Japão construído em 1950 na Igreja de São Francisco de Assis em São Paulo. O local recebe freqüentes visitas de fiéis brasileiros e japoneses.

Título: Os 26 mártires do Japão – A fé na Terra do Sol nascente
Organizadora: Frei Alécio Broering
Número de páginas: 64
Formato: 12 x 17 cm
Preço: R$ 5,10
ISBN: 978-85-15-01475-0

Para saber onde adquirir os livros de Edições Loyola, clique no botão Onde comprar no site: www.loyola.com.br.


Document Actions
Assessoria de Imprensa de Edições Loyola:
Brenda Volavicius | [email protected] | (11) 6914-1922
Pluricom Comunicação Integrada
Thiago Borges | [email protected]
Camila Gomes | [email protected]
Fone/fax (11) 3774-6466 | [email protected] | www.pluricom.com.br