Personal tools
You are here: Home Clientes Fundação Editora da Unesp Notícias 2006 04 Obra resgata conceitos que transformaram a história política ocidental

Clientes

Obra resgata conceitos que transformaram a história política ocidental

Apr 22, 2006

Imagem síntese do projeto iluminista, a Encyclopédie (ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers) editada por Jean le Rond d'Alembert e Denis Diderot, contava, em 1772, com 2.885 ilustrações e 71.818 artigos distribuídos em 28 volumes in folio. Para tornar acessível ao leitor contemporâneo esta “massa de informação”, o recorte temático surge como uma atraente possibilidade, caso deste lançamento da Editora UNESP em co-edição com a Discurso Editorial: Verbetes políticos da Enciclopédia.

Obra resgata conceitos que transformaram a história política ocidental

Obra resgata conceitos que transformaram a história política ocidental

Imagem síntese do projeto iluminista, a Encyclopédie (ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers) editada por Jean le Rond d'Alembert e Denis Diderot, contava, em 1772, com 2.885 ilustrações e 71.818 artigos distribuídos em 28 volumes in folio. Para tornar acessível ao leitor contemporâneo esta “massa de informação”, o recorte temático surge como uma atraente possibilidade, caso deste lançamento da Editora UNESP em co-edição com a Discurso Editorial:  Verbetes políticos da Enciclopédia.

O enfoque nos textos políticos traz a vantagem adicional de tornar mais clara a visão de mundo que ordenava toda a obra, com o racionalismo e a observação do mundo natural ocupando o espaço da metafísica e da teologia. Evidentemente, não se trata de reduzir a Encyclopédie a um  manifesto da burguesia. Este projeto foi idealizado, nas palavras de Maria das Graças de Souza, com “um quase exaustivo balanço dos conhecimentos humanos nos mais diversos domínios” e um “lugar privilegiado de produção intelectual de rara envergadura”. Mas é igualmente um reflexo do “movimento interno que perpassava a sociedade do Antigo Regime”.

Os artigos aqui presentes não só representam um ponto alto do pensamento ocidental como deram o suporte filosófico para o movimento histórico que se seguiu à sua publicação no século XVII e, conseqüentemente, marcaram toda a história européia subseqüente. Como nota José Oscar de Almeida Marques, o objetivo educacional da Enciclopédia é, neste sentido, “imediatamente político e ideológico, na medida em que trava combate com as velhas formas de pensar e com as instituições (particularmente o clero e a nobreza) que destas se beneficiavam”.

De Diderot, foram selecionados os verbetes Agricultura, Aristocracia, Autoridade política, Cidade, Cidadão, Direito natural e Hobbesianismo ou Filosofia de Hobbes. De Chevalier de Jaucourt: Democracia, Despotismo, Governo, Igualdade natural, Lei natural, Liberdade natural, Liberdade civil, Liberdade política, Monarquia, Povo, República e Tirania. Rousseau comparece com Economia (moral e política), o Barão de Holbach com Representantes, Naigeon com Riqueza e Boucherd’ Argis com Sociedade. Filosofia política, Poder, PotênciaSoberanos são textos anônimos.

Sobre a organizadora - Maria das Graças de Souza é professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Publicou, pela Editora UNESP, Natureza e ilustração: sobre o materialismo de Diderot (2002).

Título: Verbetes políticos da Enciclopédia
Autores: Jean le Rond d'Alembert e Denis Diderot
Tradução e seleção: Maria das Graças de Souza
Número de páginas: 320
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 30
ISBN: 85-7139-635-3
Data de publicação: 2006

Os livros da Fundação Editora da UNESP podem ser adquiridos pelo site: www.editoraunesp.com.br

Document Actions

Assessoria de Imprensa da Fundação Editora da UNESP:
Pluricom Comunicação Integrada
Jornalistas: Carlos Sandano e Katia Saisi
Fone/fax (11) 3872-2861 | [email protected] | www.pluricom.com.br