Personal tools
You are here: Home Clientes Fundação Editora da Unesp Notícias 2018 09 Wálter Maierovitch discute criminalidade organizada em evento gratuito

Clientes

Wálter Maierovitch discute criminalidade organizada em evento gratuito

Sep 17, 2018

A Universidade do Livro promove, em 26 de setembro, o evento gratuito O avanço da criminalidade organizada e suas consequências. Na ocasião, o jurista, desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e fundador do Instituto Brasileiro Giovanni Falcone de Ciências Criminais, Wálter Fanganiello Maierovitch, discute a força do crime organizado no Brasil, seus avanços transfronteiriços e seus impactos na cotidiano dos cidadãos. A conversa será mediada pelos jornalistas Luciano Martins Costa e Marcelo Godoy e na sequência haverá sessão de autógrafos.

"No Brasil, e em vários dos seus estados federados, o fenômeno representado pela criminalidade organizada é visível por todos e sentido pela população, sem que medidas adequadas e eficazes de contraste sejam colocadas em prática. Hoje, temos organizações criminosas com mando em territórios e, por consequência, conquistaram o controle social: decidem sobre horário de circulação de pessoas, toque de recolher, 'tributos de valores agregados', fechamento de escolas e a garantia constitucional da inviolabilidade do domicílio é letra morta. Pela difusão do medo, essas organizações submetem o cidadão comum à vontade das suas ordens e determinações", aponta Wálter Maierovitch. 

O evento é gratuito e acontece em 26 de setembro, das 19h às 21h, no auditório da Fundação Editora da Unesp. As vagas são limitadas. É necessário efetuar a inscrição aqui. 

Sobre o palestrante - Wálter Fanganiello Maierovitch é bacharel em Direito e Ciências Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Percorreu todos os degraus da carreira de juiz de Direito e, pelo critério de merecimento, foi promovido a juiz do Tribunal de Alçada Criminal e, depois, Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, tendo se aposentado em 1998 para assumir, com status de Ministro de Estado, a Secretaria Nacional para contraste ao fenômeno das drogas e atuação junto ao gabinete da Presidência da República Federativa do Brasil: governo Fernando Henrique Cardoso. Também foi juiz da 2ª zona eleitoral da São Paulo e magistrado do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Foi professor e colaborador de diversos veículos de imprensa. É organizador, ao lado de Alessandra Dino, do livro Novas tendências da criminalidade transnacional mafiosa, publicado pela Editora Unesp. 

Sobre os mediadores - Luciano Martins Costa é jornalista, mestre em Comunicação, especializado em investigação jornalística e sustentabilidade, escritor e dramaturgo. Foi repórter, editor, colunista, editor executivo e publisher em importantes jornais e revistas. Foi um dos criadores da Internet informativa no Brasil, responsável pelo projeto Estadão Multimídia. Produziu e apresentou o programa Observatório da Imprensa no Rádio. Foi educador voluntário na antiga Casa de Detenção de São Paulo.

Marcelo Godoy é jornalista e atualmente atua como repórter especial do jornal O Estado de S. Paulo. É autor do livro A Casa da Vovó, uma biografia do DOI-Codi e de diversas reportagens sobre segurança pública e o crime organizado no País.

O avanço da criminalidade organizada e suas consequências 
Data: quarta-feira, 26 de setembro de 2018
Horário: das 19h às 21h
Inscrições: até às 16h do dia ou enquanto houver vagas.
Entrada gratuita
Local: Universidade do Livro - Praça da Sé, 108, 7º andar (esquina com rua Benjamim Constant) – São Paulo (SP)
Clique aqui para mais informações e inscrições on-line.   

Mais informações sobre os livros publicados pela Editora Unesp estão disponíveis no site: www.editoraunesp.com.br

Document Actions

Assessoria de imprensa da Fundação Editora da Unesp:
Pluricom Comunicação Integrada®
Bianka Saccoman | [email protected]
Diego Moura | [email protected]
Katia Saisi | [email protected]
Fone (11) 3774-6463 | [email protected] | www.pluricom.com.br 
www.twitter.com/pluricom | www.facebook.com/pluricom