Personal tools
You are here: Home Clientes Fundação Memorial da América Latina Estudo médico discute importância da comunicação na prevenção à Aids

Clientes

Estudo médico discute importância da comunicação na prevenção à Aids

Aug 18, 2010

Médicos e comunicadores debatem estratégias de campanhas realizadas no Brasil e no México

A vulnerabilidade feminina à Aids é o tema do segundo debate do Foro Permanente de Reflexão sobre a América Latina, projeto da Cátedra Unesco Memorial da América Latina, que acontece no dia 30 de agosto de 2010, às 19h, no Anexo dos Congressistas/CBEAL. A médica infectologista Sonia Maria Geraldes apresenta sua pesquisa, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina da Universidade de São Paulo (Prolam/USP), abordando desde o registro das primeiras campanhas brasileiras e mexicanas até a reformulação das estratégias de prevenção destes dois países. 

O debatedor será o médico José da Rocha Carvalheiro, professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP/USP) com experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia. Na década de 70, Carvalheiro foi assessor do ministro da Saúde Almeida Machado, e também ocupou os cargos de diretor do Instituto de Saúde e coordenador dos Institutos de Pesquisa na Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Atualmente, participa do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde – CDTS e é Assessor da OMS e do Presidente da Fiocruz

A mediação será feita pela jornalista Cremilda Medina, professora da Escola de Comunicação e Artes da USP e do Prolam/USP e autora de dezenas de livros sobre Comunicação Social. Cremilda estabelecerá os eixos temáticos para a segunda parte da discussão, incluindo questões propostas pelo auditório.

Sonia Maria Geraldes hoje atua na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, nas áreas de Planejamento e Assistência. Em seu trabalho, vai além da leitura racionalista da AIDS e analisa temas como amor e morte, confiança e risco, prazer e medo, para compreender o imaginário que envolve a doença. Trabalha com quatro momentos e discursos distintos - o médico, o jornalístico, o preventivo e o vivido (das portadoras) - oferece pistas para uma comunicação que leva em consideração o cotidiano das pacientes na luta para conter o avanço desta síndrome entre as mulheres 

Foro Permanente de Reflexão sobre a América Latina

Este projeto do Memorial da América Latina, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina da Universidade de São Paulo (Prolam/USP), é coordenado pelos professores Adolpho José Melfi, da Cátedra Unesco Memorial da América Latina, Cremilda Medina e Renato Seixas. Seu objetivo é tornar acessível ao público em geral as informações e reflexões presentes em teses, dissertações e pesquisas produzidas nas universidades brasileiras que tenham como foco temas relacionados com a América Latina, divulgando, dessa forma, conteúdos científicos que apresentem significativas contribuições sócio-econômicas, culturais e artísticas para os países latino-americanos e oferecendo, concomitantemente, oportunidades de debate sobre esses trabalhos.


Serviço

30 de agosto de 2010 (segunda-feira), às 19h
Anexo dos Congressistas/CBEAL
Fundação Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Metrô Barra Funda
São Paulo / SP
Entrada franca 

Informações

www.memorial.sp.gov.br 
[email protected] 
Telefone: (11) 3823-4780

Document Actions

_______________________________________________________________________________
Pluricom Comunicação Integrada

Jornalista: Carlos Sandano | [email protected]
11 3774-6463 | www.pluricom.com.br | www.twitter.com/pluricom