Personal tools
You are here: Home Clientes Grupo SM Notícias 2009 08 Para estimular o gosto pelo saber

Clientes

Para estimular o gosto pelo saber

Aug 04, 2009

11 de agosto foi eleito o Dia do Estudante, por ser o dia em que Dom Pedro I instituiu os dois primeiros cursos de Ciências Jurídicas e Sociais do país, e Edições SM comemora a data estimulando em crianças e jovens de diversas idades o prazer em aprender, por meio de títulos que abordam a vida, as dificuldades e as conquistas de diferentes estudantes em seus ambientes escolares.

Em O menino que florescia, do americano Jen Wojtowicz, os leitores iniciantes (a partir de 6 anos) e os em processo (a partir de 8 anos) vão conhecer Vicente. Nas noites de lua cheia, brotam flores em seu corpo. De manhã, sua mãe poda os botões para ele ir à escola. Vicente gosta de estudar e de pensar. E, por ser assim estranho, as crianças o ignoram. Angelina não entende por quê. Afinal, não é a diferença que torna as pessoas especiais?

Outra sugestão para os leitores em processo é Se liga, Charles!, do autor francês Vincent Cuvellier, em que são abordados temas como bullying e respeito pelas diferenças. Charles é uma criança com jeito de velho. Toda a classe o acha um chato. Um dia, ele quebra a perna e terá de ficar imóvel na cama por uns três meses. E é Benjamin, um vizinho de carteira e de bairro, quem a professora encarrega de levar-lhe as lições. A convivência permite que Benjamin mergulhe no universo do colega, passando a compreendê-lo, a gostar dele e até a procurá-lo nos momentos difíceis.

Já em O livro invisível, do francês Santiago García-Clairac, os leitores fluentes (a partir de 10 anos) descobrem que a leitura pode ir além do ambiente escolar e se tornar um prazer. César não aguenta mais: todo ano vai para uma cidade diferente, uma escola diferente. Tudo porque o pai é escritor e muda de ares para não perder a criatividade. Por conta disso, o garoto se sente sempre deslocado e solitário, e detesta ler. Não lhe passa pela cabeça interessar-se por algo que não seja visível. Até encontrar Lúcia e descobrir um mundo de histórias dentro dos livros.

Os leitores fluentes também podem aprender sobre diversidade cultural, inclusão social, primeiro amor e superação de dificuldades. Em A cabeleira de Berenice, da brasileira Leusa Araujo, Berenice é miudinha, usa óculos “fundo de garrafa” e tem uma enorme cabeleira vermelha. Na 5a série, gosta de ler e escrever poemas e redigir cartas. A menina vai enfrentar importantes desafios: ser aceita na pequena cidade no interior de Pernambuco para onde se muda e lidar com a ausência do pai, que foi tentar a sorte no garimpo, longe de casa. Mas terá um grande aliado: o amigo João Batista.

Ainda para os leitores fluentes, Os livros de Sayuri, da autora brasileira Lúcia Hiratsuka, em que são abordados temas que vão de solidariedade e relação familiar, a guerra e prazer de ler e escrever. Sayuri e o irmão saem algumas noites para estudar, ela quer aprender a ler os livros de seus pais. Ocorria a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), e o Brasil havia cortado relações diplomáticas com o Japão. As escolas, publicações e reuniões da comunidade estavam proibidas. Com medo, o pai de Sayuri enterra todos os livros da casa, mas ela esconde um dentro do colchão, no qual treina sua leitura com os ideogramas que aprende.

Já para os leitores críticos (a partir de 12 anos), a sugestão é O projeto Lottie, do inglês Jacqueline Wilson. Filha de mãe solteira, vivendo na maior dureza, a jovem Charlie só quer fazer as coisas de que gosta: piqueniques dentro de casa, tortas com mensagens açucaradas, ficar com as amigas e manter distância dos meninos! Mas também se interessa pela Era Vitoriana e se dedica à pesquisa da escola sobre esse tema. Charlie expressa as contradições e dilemas de uma pré-adolescente esperta, voluntariosa e antenada.

Mais informações sobre os livros de Edições SM estão disponíveis no site: www.edicoessm.com.br

Document Actions

logo_smO Grupo SM é um grupo de Educação de referência na Espanha e na América Latina liderado pela Fundação SM. Responsabilidade social, inovação e proximidade à escola pautam o trabalho da entidade, que tem como objetivo promover o desenvolvimento humano e a transformação social para a construção de uma sociedade mais competente, crítica e justa. No Brasil, onde atua desde 2004, o Grupo SM conta com um catálogo de livros didáticos e de literatura infantil e juvenil amplo e diversificado elaborado por Edições SM, e integrado a um projeto educacional que inclui estímulo à formação continuada de professores, incentivo à reflexão sobre educação, apoio a projetos socioculturais de diversas instituições, e fomento à leitura e à produção literária.


Assessoria de Imprensa do Grupo SM:
Pluricom Comunicação Integrada
Jornalistas: 
Drielle Sá | [email protected]
João Pontes | [email protected]
Paola Parisi | [email protected]
Fone (11) 3774-6463 | [email protected] | www.pluricom.com.br