Personal tools
You are here: Home Clientes Grupo SM Notícias 2010 09 Redes sociais transformam a educação, mas a revolução poderá ser o celular

Clientes

Redes sociais transformam a educação, mas a revolução poderá ser o celular

Sep 14, 2010

Educadores discutem desafios de educar jovens da geração 3.0 em fórum promovido por Edições SM

Os ambientes de aprendizagem e a utilização de redes sociais estão ganhando espaço na escola, mas a inovação não deve parar por aí: “o que vai revolucionar a forma como educamos é a tecnologia celular. Como vamos transformá-la em amiga da escola?”, questiona Joe Garcia, doutor em educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, um dos conferencistas do Fórum SM de Educação. Com o objetivo de discutir os desafios da educação de jovens da geração 3.0 – ou seja, aqueles que já nasceram “conectados”com as redes sociais, ferramentas de relacionamento online, além de compartilhamento de arquivos e dispositivos móveis – o Fórum aconteceu nos dias 10 e 13 de setembro, em São Paulo e no Rio de Janeiro, respectivamente.

“A construção da autoridade passa pela competência profissional do educador, por sua relação com o aluno em sala de aula e pelo compartilhamento de uma visão de mundo”, sublinha o professor, que falou sobre o desafio da indisciplina. E essa visão de mundo inclui a tecnologia, a comunicação em rede e uma nova relação com o conhecimento. Atuante na formação de professores das redes pública e privada, Garcia destaca a importância da reinvenção do conceito de autoridade para contornar a indisciplina nas salas de aula e reflete sobre o termo desde sua origem, em Roma, até sua contestação na literatura acadêmica atual. O professor afirma que falta, entre alunos e professores, uma perspectiva comum de futuro.
 
Embora a utilização de novas ferramentas tecnológicas no ambiente escolar tenha sido assunto recorrente no debate, o professor César Nunes, também palestrante no Fórum, destacou que “o foco não é a tecnologia, é saber o que eu quero que o meu aluno aprenda”. Para Nunes, doutor em Física Teórica pela Universidade Técnica de Munique, é importante que o projeto pedagógico seja revisto e esteja de acordo com as necessidades dos jovens do século XXI. A tecnologia, nesse contexto, deve servir aos propósitos educacionais. "Oferecer aos estudantes um modelo de educação com objetivos claros e métodos de avaliação adequados é o primeiro passo, antes de se pensar na adoção ou não de ferramentas tecnológicas".
 
O Fórum SM de Educação visa contribuir para o debate em torno da qualidade do ensino e da formação de professores capazes de atuar em uma sociedade na qual competências como criatividade e pensamento crítico são cada vez mais valorizadas.

Document Actions

 

Logo_SMO Grupo SM é um grupo de Educação de referência na Espanha e na América Latina liderado pela Fundação SM. Responsabilidade social, inovação e proximidade à escola pautam o trabalho da entidade, que tem como objetivo promover o desenvolvimento humano e a transformação social para a construção de uma sociedade mais competente, crítica e justa.

No Brasil, onde atua desde 2004, o Grupo SM oferece um amplo catálogo de serviços educacionais e conteúdos didáticos e de literatura infantil e juvenil para a educação básica elaborado por Edições SM, e integrado a um projeto que inclui estímulo à formação continuada e à valorização de professores, incentivo à reflexão sobre educação, apoio a projetos socioculturais de diversas instituições, e fomento à leitura e à produção literária. Em parceria com o Ministério da Educação, a Organização dos Estados Ibero-americanos e outras instituições educacionais, promove iniciativas como o Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos e o Prêmio Professores do Brasil. Destacam-se também o Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil e o Prêmio Barco a Vapor, que se propõem a despertar o prazer pela leitura entre crianças e jovens e estimular a produção literária em espanhol e português.


Assessoria de Imprensa do Grupo SM:
Pluricom Comunicação Integrada
Heloisa Pereira | [email protected]
Karine Bastida | [email protected]
Fone (11) 3774-6463 | [email protected] | www.pluricom.com.br | www.twitter.com/pluricom