Personal tools
You are here: Home Clientes Liga do Desporto 2013 03 OPINIÃO | Por uma política desportiva para mulheres

Clientes

OPINIÃO | Por uma política desportiva para mulheres

Mar 08, 2013

Artigo do presidente da Liga do Desporto, Jean Gaspar, por ocasião do Dia Internacional da Mulher

Como parte integrante da cultura de um povo, o esporte é um espelho da própria sociedade, refletindo e refratando seus valores. A passagem do Dia Internacional da Mulher configura-se como uma oportunidade para reflexão sobre uma dentre as muitas questões femininas: a situação das mulheres nos desportos.

O desporto é ainda um mundo predominantemente masculino, no qual as mulheres tiveram e têm muitas barreiras a transpor. Na Grécia antiga, berço dos Jogos Olímpicos, não havia espaço para as mulheres. O mesmo aconteceu quando foram retomados na Era Moderna: a primeira participação feminina foi em 1900, de forma oficiosa. Foi preciso muita luta para que as mulheres fossem incluídas no programa olímpico. 

No Brasil, as mulheres vêm aos poucos conquistando espaço. Em Londres, em 2012, do total de 17 medalhas da delegação brasileira, seis foram de mulheres. Mas ainda há muito o que se caminhar para ultrapassar barreiras e estereótipos. 

As disciplinas desportivas devem ser para ambos os sexos, promovendo sua prática nas escolas, em caráter pedagógico. Afinal, o esporte é um espaço de liberdade e de emancipação, pois proporciona o jogo de representação de identidades sexuais, em que modelos de virilidade e feminilidade são reproduzidos, mas também transgredidos. A prática esportiva materializa, simultaneamente, valores como a igualdade e a liberdade.

A participação de meninas e mulheres no desporto passa, portanto, por uma questão de políticas públicas, embasadas na equidade de gênero. É preciso garantir igualdade efetiva de acesso ao esporte na escola, de recreação e de alta competição. No desporto de alto rendimento, cabe também a igualdade de direito a proventos e subsídios, condições de assistência e treino, acompanhamento médico, acesso a competições, proteção social e formação profissional. 

Embora tenha avançado nos últimos anos, a inclusão da mulher nos esportes ainda carece de um olhar mais atento, que promova e valorize nossas atletas. 


Jean Gaspar, mestre em Filosofia pela PUC/SP, é fundador e diretor presidente da Liga do Desporto, entidade que promove atividades físicas e desportivas como instrumento de educação e formação da cidadania. Esportista amador, já atuou como dirigente de clube, empresário de atletas de futebol e em marketing esportivo. 

 
Document Actions

 


Assessoria de imprensa da Liga do Desporto:
Pluricom Comunicação Integrada®
Katia Saisi | [email protected]
Robert Badou | [email protected]
(11) 3774-6463 | www.pluricom.com.br | www.twitter.com/pluricom